terça-feira, 25 de outubro de 2016

Mitologia Criativa III

Mitologia Criativa III


A pílula dourada


No filme “Matrix” temos a pílula azul e a vermelha. Porém, também existe a pílula dourada.

Em todas as civilizações, povos, tribos, existiu o conceito de deuses negativos que fazem o mal. Esses deuses querem sacrifícios humanos, são ciumentos, vingativos, etc. A mitologia está cheia deles. Será que esses povos estavam enganados sobre a existência desses deuses?

Vejamos como é a arquitetura do universo. Está provado que o Bóson de Higgs surge no nosso universo e “dá” massa para as outras partículas elementares. É assim que surge a matéria. Essa massa permite que os quarks possam formar os prótons que junto com os elétrons formam os átomos que unidos formam as moléculas que unidas formam as células que unidas forma os órgãos que unidos formam um ser humano. Tudo é formado por átomos. Sem um campo que desse massa nada existiria. Um campo é uma onda. Todas as ondas emergem do Vácuo Quântico. Que também é uma onda. Portanto, tudo no universo é uma onda em última instância. Também temos a energia escura e a matéria escura, mas isso é outra história. Para a nossa explicação de hoje é suficiente saber que tudo é onda. E que as ondas não ocupam lugar no espaço. Todas estão no mesmo lugar. Ninguém mexe no lugar que está o rádio para sintonizar uma rádio. Basta trocar a frequência. Isso vale para tudo que se refere a ondas.

As dimensões são formadas por ondas em determinadas frequências. Nosso universo material é uma das infinitas dimensões do universo. Mudando a frequência saímos desta dimensão e vamos para outra. Vamos é uma forma de falar. Sem sair do lugar entramos e saímos da dimensão que estamos e vamos para o astral e assim por diante. Tudo depende apenas de trocar a frequência. Fala-se em abrir portais, mas é a mesma coisa que estamos falando. O portal nada mais é que um lugar no espaço que tem uma frequência diferente. Exatamente como uma porta. Portanto, o universo está cheio de dimensões.

Temos 7 corpos. 3 mais sólidos e 4 mais sutis. Estes corpos estão em várias dimensões. São como bonecas russas, uma dentro da outra dentro da outra. Todos os corpos se interpenetram e formam uma unidade. Quando o corpo biológico para de funcionar (morre) sobram os outros 6 corpos que estão em outra dimensão. Normalmente estamos vivendo em pelo menos duas dimensões ao mesmo tempo. Os outros 6 corpos são o que se chama espírito, alma etc. Estou simplificando para poder explicar o conceito. A consciência continua viva em todos esses 6 corpos. Da mesma maneira que está também no corpo biológico. Quando o cérebro físico para de funcionar o cérebro espiritual continua funcionando. 

Desta forma não importa em que dimensão estivermos continuamos conscientes e vivos. O invólucro carnal é que parou de funcionar. Os demais continuam. E estão vivos na próxima dimensão que é aqui mesmo. Todas as ondas estão no mesmo lugar. Entendido isso temos a seguinte questão: o que acontece com a consciência de um serial killer ou estuprador, por exemplo? A consciência permanece a mesma. Ninguém perde a identidade que tem, memória, gostos, etc. Então temos um serial killer vivo numa próxima dimensão. Ele continua com livre arbítrio e pode agir se tiver liberdade para isso. A organização do universo é muito complexa. É evidente que ele está numa frequência baixíssima e tem dificuldade para atuar em frequências mais altas. A vibração (frequência) do corpo ou consciência é que determina o destino dele por enquanto. Desta forma ele pode vagar pela dimensão em que estiver. Obviamente que esta dimensão onde ele está tem muita gente também. Este serial killer é um dos tipos negativos que existem. Ele não consegue chegar em instâncias superiores de alta frequência justamente porque sua frequência é baixa, mas onde a frequência é condizente com a dele é possível ele atuar. Isto é, em lugares onde as consciências estão criando frequências baixas ele pode atuar. Por exemplo: raiva, ódio, ciúme, inveja, maledicência, intriga, medo, etc. São sócios por assim dizer. Desta forma ele pode ir em lugares “pesados” e participar da vida dali. E atuar juntamente com os encarnados que estão no local em simbiose com eles. Existe vasta literatura sobre isso. Informação não falta. Como também muitos encarnados têm clarividência e enxergam tudo isso. Quando se tem um canal aberto é possível ver tanto os negativos quanto os positivos da Luz.

Portanto, os negativos (que são seres como nós, mas que optaram por se oporem ao Todo) podem interatuar com os encarnados. Da mesma maneira que os positivos também podem. Todos temos protetores que nos ajudam, orientam e protegem. Basta pedir. Ninguém está só e abandonado. Todos temos protetores, guias, familiares, etc. que nos protegem e orientam. E podemos definir a frequência que queremos viver pelo estado de nossa consciência.

Resumindo: muitos têm força, mas só o Todo tem o poder. Só existe o Bem. O Todo é benevolente e quer o bem de todos, mas respeita o livre arbítrio de todos. O mal é a ausência do bem. Não existem dois poderes no universo. Apenas um. Os que se opõem são seres como nós que ainda não decidiram pelo Todo. Mas, a porta está sempre aberta. Eles podem optar pela Luz sempre. Evidentemente que quem tem prudência respeita os que tem mais força e pede ajuda dos protetores. Ninguém está desamparado. Ninguém precisa ter medo. Todos podem ter proteção, mas é preciso pedir. Sempre o livre arbítrio é respeitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores