domingo, 10 de julho de 2016

Nietzsche I



Nietzsche I

O livro “Além do bem e do mal” é considerado o livro mais importante de Nietzsche. O que ele quis dizer com esse título? O que significa isso na prática? Uma coisa que talvez não fique clara é que a capacidade de soltar é estar além do bem e do mal. Soltar é uma atitude além de tudo o que existe, além das filosofias, das ideologias, dos sistemas, etc. Por isso é uma coisa tão profunda e difícil. Porque é estar completamente fora deste mundo. Além do bem e do mal do mundo. É transcender tudo o que existe.

Quanto à questão do Arquétipo de Dionísio, Nietzsche percebeu que a Energia Vital, o Chi, poderia ser divinizado ou já é divinizado por natureza. E que isso tinha profundas implicações na Individuação ou era resultado da Individuação. E por isso estava além do bem e do mal.

A Energia Primeira do universo é o que mantém tudo funcionando. É o que está por trás de tudo o que existe. É o fundamento de tudo. Ele entendeu isso e assumiu conscientemente esta energia. Isso em termos psicológicos pode ser um problema se causar uma inflação do ego. O ego deve servir a esse Energia Primeira. Se o ego acha que é essa Energia Primeira a inflação acontece e os problemas começam. Se pelo contrário a pessoa se deixar possuir pela Energia Primeira e apenas servi-la não existem problemas e a realização é infinita.

Quando a consciência disto acontece na primeira vez é inevitável que haja uma dissolução da pessoa nesta Energia Primeira. Toda pessoa que pensa, que medita, que filosofa, mais cedo ou mais tarde tem essa conscientização. E as consequências são tremendas. A Energia Primeira assume o ego da pessoa, sua energia pessoal, sua vida, sua consciência, seus atos, tudo enfim. Nesse ponto está a questão fundamental da vida. Aceitar isso com amor e doação ou resistir à ser tomado e tornar-se UM. Não sobra mais nada depois desta conscientização. Tudo foi transformado e revivificado. Se a pessoa sente que perdeu algo ela terá ressentimento e somatizará isso. O ego tenta compensar a perda de si mesmo achando que agora ele é o Self. Isso é a inflação e é desastroso. O ego tentará compensar a perda com alguma atitude de poder, que só trará sofrimentos. Mas, é muito difícil enxergar isso no início.

A Individuação sempre tem um preço. Que é o ego deixar de comandar qualquer coisa. É um esfacelamento e uma unificação com o Self, transformando-se em algo além do bem e do mal. Nesse ponto o Arquétipo de Dionísio pode assumir a pessoa e trazer dois tipos de consequências: conflitos internos e externos, problemas psicológicos, psicossomatizações, ou harmonia, bem-aventurança, felicidade, realização, alegria, tudo isso de forma incondicional. Nesse ponto seria além do bem e do mal. E é por isso que é preciso soltar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores