sábado, 26 de março de 2016

Vigésimo nono segredo da prosperidade



Vigésimo nono segredo da prosperidade

Visão comercial

Visão comercial é uma coisa extremamente importante. E é aqui onde entra o ego com toda a sua força. Enxergar a realidade claramente e tomar decisões racionais é fundamental. Sem racionalidade não há visão comercial. As oportunidades são muitas, mas se forem contaminadas com esperança, com ilusão, com distorção da realidade, com falta de discernimento, elas serão perdidas. Serão tomadas decisões erradas que custarão muito para serem corrigidas. Se o forem.

A escolha errada de parceiros comerciais, a opção pelo endividamento, a não observância de regras simples como: receita tem de ser maior que despesa, contas a receber não é capital de giro, contas a pagar não pode ser empurrado com a barriga, etc. dará como resultado a inviabilidade do negócio.

Gerenciar um negócio é uma coisa simples se seguidas as regras acima. Ninguém precisa ser um expert em administração para saber que se compra um produto por x e o vende em várias parcelas, o cálculo do valor de venda tem de incorporar os juros pagos aos bancos para o desconto do a receber. Considerar o contas a receber como capital de giro é ter problemas sérios em pouco tempo. E isso é apenas um exemplo.

A mesma coisa acontece com a prestação de serviços. É preciso sempre considerar o entorno, a situação econômica, as previsões econômicas, para identificar se um serviço é viável ou não. Os filmes “A grande aposta” e “Margin Call” mostram como é fácil cair numa falta de discernimento da realidade. E por mais que isso seja explicado continua acontecendo. A história se repete sem parar. É preciso analisar, chegar numa conclusão e aplicar na vida prática as conclusões. Mudar o paradigma para não cometer o mesmo erro n vezes.

Para descobrir se um negócio é viável não é preciso um estudo de viabilidade econômica (embora ajude). Basta bom senso e discernimento sem colocar o ego na frente. A teimosia do quero porque quero não funciona. Logo o capital da pessoa estará sendo queimado para pagar as dívidas contraídas para resolver o problema da despesa maior que a receita. Isso é crônico. Se isso não é visto o negócio é inviável. É preciso ajustar-se à realidade. Enxergar a realidade claramente. 

Existem duas possibilidades de correção: aumentar a receita ou cortar as despesas. O mais fácil é cortar as despesas. Aumentar a receita envolve muito trabalho e visão comercial. Visão de negócios. Se as coisas chegaram num ponto difícil é porque não ouve a devida visão comercial do negócio e fica mais difícil enxergar isso numa situação em que o endividamento é crescente. Sempre é possível aumentar as receitas. Basta produzir mais, diversificar, trabalhar mais, estudar mais, ver o que o mercado precisa, inovar, etc. É claro que se isso estivesse sendo feito os problemas não se acumulariam. Trocar as crenças sobre os negócios é indispensável. E isso implica também mudar a visão de mundo. 

Existe solução? Existe. Mais trabalho, mais estudo, mais poupança, menos gastos, viver da forma mais simples possível, deixar as gratificações para o futuro, etc. Essas são as regras simples para a felicidade econômica. E isso nunca mudará. Esta é a realidade. A não aceitação disto é criar problemas muito difíceis de resolver. Como sempre é uma escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores