sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Dinheiro IX




Dinheiro IX


Em economia existem regras muito simples e de bom senso. 

A receita tem de ser maior que a despesa

Não fazer dívidas

Poupar pelo menos 10 por cento do que ganha.

Caso contrário os problemas aparecem.

Vejamos um exemplo: algum tempo atrás várias empresas de extração de petróleo de xisto na América foram instaladas. A produção aumentou muito. A oferta mundial superou a demanda. Os preços despencaram. As empresas estão falindo. Como foram criadas essas empresas? Com dívida. O resultado era inevitável e está sendo. Normalmente se a oferta é maior que a procura os preços caem. Se os preços caem é evidente que ficam abaixo dos custos. A despesa fica maior que a receita. Se tem dívidas elas não são pagas. A falência ocorre. 

Já assistiram “A grande aposta” e “Margin Call”?

Já leram Napoleon Hill, Frank Bettger e Joe Girard?

O prêmio Nobel de Economia de 1994, John Nash, provou que a teoria de Adam Smith está errada. Assistiram “Uma mente brilhante”? Um exemplo perfeito é mostrado nesse filme. E o que mudou na concepção econômica neste planeta? Nada.

Nos negócios e na guerra viver de esperança é desastroso. Ou se faz um estudo de viabilidade econômica ou é tentativa e erro. E isso sai muito caro.

Nunca na história da humanidade foi tão fácil e barato divulgar um serviço ou produto. Só uma das redes sociais tem 1,59 bilhão de pessoas. É possível fazer chegar seu produto exatamente nas pessoas que precisam dele. Não existem mais problema de divulgação. Os meios estão todos prontos.

Será que é alguma surpresa que as crises econômicas aconteçam? Será que isso é um Cisne Negro? É claro que não. Qualquer atividade econômica que não siga as regras simples acima, está fadada a ter problemas no médio prazo. A história econômica da humanidade é a história das “bolhas”. Leiam 'Salve-se quem puder', Edward Chancellor.

Será que existe falta de oportunidade neste planeta onde tudo está por fazer? Produtos e serviços são inventados todo dia. É preciso pensar e criar. Basta aquietar a mente e pensar que a ideia virá. Nunca colocar pressão nem ansiedade nisso. Coleta as informações e deixa a mente trabalhar. Durante um banho de chuveiro a ideia virá.

Quanto mais a ideia é abstrata mais poderosa ela é. Antigamente as guerras eram de tacape e arco e flecha. Vejam como é hoje. Para que ficasse do jeito que é hoje foi preciso muito pensamento abstrato. Nos negócios é a mesma coisa. É preciso deixar a mente trazer a ideia. As ideias já existem nos Arquivos Akashicos. Elas fluem através dos micro túbulos nas sinapses. Para isso é preciso deixar a mente livre de preocupações.

Quando faço postagens sobre Jung e Campbell, é porque eles entenderam exatamente o poder de uma ideia abstrata. Nas obras dos dois existe um tremendo poder a ser descoberto. Jung escreveu 31 volumes para explicar tudo isso. Se o trabalho dele for entendido não existirá mais nenhum problema de prosperidade na vida de qualquer pessoa que tenha estudado o trabalho dele. E isso é só um aspecto da questão. A Psique é uma fonte infinita de saber. E todos têm esse saber à disposição se se dispuserem a trabalhar os conteúdos inconscientes. Liberando e integrando-os todo esse poder estará à disposição da pessoa. Não repetirei aqui o que já foi postado. Passo a passo estou colocando em termos simples o que Jung descobriu. Assim facilitará o entendimento do que ele disse.

Todas as mitologias do mundo falam a mesma coisa. Em todos os lugares. O substrato de tudo é uma coisa só. A verdade é uma só. Todas as civilizações descobriram a mesma coisa, porque o fundamento é o mesmo.

Vejam o que os antropólogos descobriam sobre Dívida, no livro “Dívida” de David Graeber. Neste livro está a verdade sobre como as mais variadas civilizações trataram a questão da dívida. A realidade pura e simples. Sem criação de teorias econômicas. Como a economia funcionava desde 5 mil anos atrás até hoje.

Não existe falta de informação. Apenas é preciso analisar muito bem o que se fará em termos de dinheiro antes de fazer.

Depois que o problema está criado é preciso muita paciência e calma para resolve-lo. Desespero não adianta. É preciso assimilar as perdas, planejar como pagar as contas, planejar um novo trabalho ou serviço ou produto, começar a trabalhar e estudar, etc. Com paciência tudo isso se resolve no devido tempo. Se a lição for aprendida ela vale ouro. A pessoa verá que até saiu barato o aprendizado. Se não for aprendida a história se repetira ad infinitum. Como tem acontecido até hoje.

Porém, o que acontece com civilizações não precisa acontecer individualmente. Cada pessoa pode aprender a ser próspera. Cada consciência cria a própria realidade. Cada um pode analisar onde errou e corrigir. Fazer certo da próxima vez. Negócios não são ocultismo. Nada está oculto. Existem milhares de livros explicando tudo que se deseje saber. E não há necessidade de milhares de livros. Uns poucos resolvem. Basta que leiamos e analisemos as informações.

A regra básica é soltar. Desapegar do resultado. Não por pressão, nem ansiedade, nem desespero. Quando isso for entendido tudo estará resolvido. Leiam sobre taoísmo. Todos os exemplos que se possa dar sobre negócios fracassados é porque as pessoas não soltaram. E os negócios que deram certo é porque as pessoas soltaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores