domingo, 6 de dezembro de 2015

Equílibrio entre pensar, sentir e agir



Equilíbrio entre pensar, sentir e agir

Um suave toque é o estado da arte de se transmitir um sentimento.

Quando se fala para um corretor de imóveis soltar um cliente, não quer dizer para ele desistir da venda. É justamente o contrário. Forçar a venda fará com que o cliente vá embora e desistir também fará com que vá embora. Soltar é o ponto de equilíbrio entre uma coisa e outra. Dá-se liberdade para o cliente decidir e com isso a probabilidade de vender é muito maior. Existe uma suave distinção entre forçar e soltar. Existe uma fronteira sutil que se atravessa quando passamos do soltar para o pressionar. Saber a diferença entre uma coisa e outra é o estado da arte das vendas. E do viver.

Raramente um espírito do bem falará para alguém o que ele deve fazer. Quando isso acontece muitas vezes a oportunidade é perdida por não soltar. Uma pessoa está num negócio de alto risco com sócios que não medem os riscos. Essa pessoa não tem esse perfil. O mentor desta pessoa fala para ela sair do negócio. Isso implica em perder tudo que já pôs. A pessoa exita em sair da sociedade. O negócio vai à falência. A pessoa perde tudo. Hoje está numa situação extremamente difícil. Isso aconteceu por não soltar o que já tinha posto. Atualmente já perdeu muito mais do que perderia naquela época. Ele foi avisado, mas não soltou. E aí vem a razão do porque não se fala o que a pessoa deve fazer. Ela não seguirá. O ego não deixa. Soltar algo vai contra o ego e este resiste de todas as formas.

Lembram-se do executivo que tinha comprado quatro apartamentos para investir e que não conseguia paga-los? E que estava numa situação crítica? Este executivo teve de ler um livro sobre taoísmo oito vezes para entender o conceito de soltar. Então ele devolveu os quatro apartamentos, perdeu tudo que tinha pago, e salvou a própria vida. Hoje está muito bem.

Não existe falta de orientação para a humanidade fazer o que deve fazer para resolver todos os problemas deste planeta e ser feliz. Essa orientação é dada dia e noite sem parar. E são pouquíssimos os que ouvem ou seguem. Essa orientação é dada de inúmeras formas e feita de uma forma que é adequada a cada pessoa que está viva no planeta. E todos os desencarnados também recebem a mesma orientação. E o que se vê? Os problemas aumentam dia a dia. O ego não permite uma visão maior. O interesse particular tem de prevalecer de qualquer forma. E isso sendo feito por 7 bilhões de pessoas cria uma civilização muito difícil de se administrar. E apesar de todas as negativas em seguir as orientações a ajuda continua sendo dada sem parar.

Quando o Buda sentou debaixo da árvore, ele não tinha desistido da iluminação. Ele soltou o problema. Viu que a abordagem que estava dando não funcionava. E esperou. Então houve a iluminação. E o Caminho do Meio foi entendido. Explicando: o Caminho do Meio não é entre o Bem e o Mal. O Caminho do Meio é no Bem. O equilíbrio em fazer o bem. O equilíbrio do lado do bem. Soltar é a única forma de ser feliz. E entender o que isso significa é o trabalho de uma vida inteira. Porque soltar não se aprende na escola. Tem de ser vivenciado. Pode ser reduzido o tempo de aprendizagem lendo até compreender. E então aplicar. Ou pode ser aprendido pelo sofrimento. A pessoa que perdeu o negócio agora entende o que é soltar, mas está custando muito caro. Não há necessidade de ser assim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores