domingo, 8 de novembro de 2015

Soltar II



Soltar II


O argumento de que usar a força e a violência é melhor e mais eficiente do que soltar não se vê na prática. Quando se constata a existência da Matrix o impulso e a dialética é para se usar de violência. Dizem que só a violência resolverá. 

Vejamos alguns exemplos:

Mahatma Ghandi libertou a Índia com jejuns e marchas pacíficas.

Nelson Mandela acabou com o apartheid depois de 27 anos preso.

Martin Luther King acabou com a segregação racial.

Tudo isso foi feito durante o período da vida dessas pessoas. Não foram necessários milênios para se conseguir o resultado desejado. Fizeram isso soltando o problema, soltando o agressor. 

Thoreau explicou isso detalhadamente no final do século 19. Lao Tsé e Buda fizeram o mesmo.

Não existe força que possa oprimir aquele que soltou tudo. Sócrates provou isso.

Na vida diária essa atitude sempre prova ser a melhor em qualquer situação. O enfrentamento nunca é a melhor solução. Soltar é muito mais eficiente porque está de acordo com o fluxo de energia do Universo. Ir contra a corrente sempre é mau negócio. Um exemplo claro é a Bolsa de Valores. Comprar na hora certa e vender na hora certa. Parece simples, mas é muito difícil, porque tanto para comprar como para vender é preciso soltar. E o ego nunca quer soltar.

A paciência é o sinal claro que alguém que é capaz de soltar. Esperar o momento certo para fazer algo, independentemente do tempo que leve. O querer resolver no curto prazo a qualquer custo sempre traz um custo maior do que o necessário. É como dirigir numa rodovia com limite de 120 km por hora. Se andarmos a 60 teremos problemas e se andarmos a 150 também teremos problemas. Seguindo o fluxo pacientemente conseguiremos chegar no nosso destino facilmente e sem problemas. Em tudo na vida a mesma regra se aplica. Vender um imóvel ou comprar ou alugar tem a mesma questão pendente. Se esperarmos o momento certo venderemos, compraremos ou alugaremos com valores justos. Senão faremos mau negócio. Como já se disse “a pressa é inimiga da perfeição”. Para ter calma é preciso ter introjetado o sentido de soltar. Aparentemente existe grande dificuldade em entender o que é soltar. Soltar é o desapego filosófico. É o que Sócrates tinha.

Toda ação gera uma reação igual e contrária. Toda violência gera mais violência. Para quebrar esse círculo vicioso é preciso pagar o mal com o bem. Para fazer isso é preciso soltar o mal. Saber que a única solução real é fazer o bem. E que o bem é a maior força e poder que existem. Quando se quer uma solução definitiva soltar é a única solução. Se enfrentarmos, o inimigo também fará o mesmo. A corrida armamentista é exatamente isso. Cada um faz mais armas para enfrentar o outro. Qual o fim disto? A destruição dos dois. Conflitos que levam anos, séculos ou milhares de anos podem ser resolvidos se um dos lados resolver soltar. Não há necessidade de longas negociações de poder. Basta que um solte e o conflito acaba. Soltar tem um custo? É claro que tem. Tudo na vida tem custo/benefício. O benefício a longo prazo é muito maior do que o custo. Alguém tem que soltar para que haja paz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores