quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Matrix IX




Matrix IX


A Matrix é uma construção mental. É um mundo colocado diante dos olhos, como disse Morpheus. Essa construção mental é mantida pela percepção dos cinco sentidos. O cérebro processa essas informações e cria uma representação mental da realidade. Da realidade que os sentidos perceberam. Existem crustáceos que tem mais percepção que os humanos, as galinhas também e etc. Nossos sentidos estão programados dentro de parâmetros que definem uma faixa de percepção. Fora desta faixa achamos que não existe nada. Não vemos as ondas eletromagnéticas, mas elas estão chegando no seu celular.

É praticamente um mundo de sonho, como disse Morpheus. Somente quando expandimos a consciência é que percebemos outra realidade. E coisas que eram a verdade absoluta para nós aparecem como relativas. É por isso que ler e pesquisar é fundamental. Senão ficamos presos numa só visão da Matrix.

Se a pessoa está sonhando como ela sabe que está sonhando? Neste ponto ainda temos a questão do sonho dentro do sonho. A pessoa está tendo um pesadelo e acorda dentro de outro sonho. E agora ela acha que está acordada já que estava sonhando antes! Isto é uma coisa que pode ocorrer com certeza. E a pessoa ainda está num sonho! O filme “Origem” trata disso. Considerando isso, qual o grau de “acordado” realmente a pessoa está quando “acordada”? Se não entendermos que estamos dentro da Matrix como estamos acordados? Neo só se dá conta disso quando vê a colmeia cheia de casulos como o que ele está. Nesse ponto ele acordou e imediatamente é expulso da Matrix. Jogado no esgoto.

Quando se trata de outras dimensões da realidade é a mesma coisa. É um nível dentro de outro nível dentro de outro nível dentro de outro nível... Acordamos de um nível e tem outro acima.... Isso é a expansão da consciência. Tomar ciência das infinitas possibilidades de tudo o que existe. Quando fazemos isso aprendemos a analisar qualquer problema por todos os ângulos possíveis. E assim fica muito mais fácil viver. Deixam de existir as variáveis ocultas ou constantes cósmicas numa equação. O véu é rasgado. Enxerga-se a realidade nua e crua. E isso pode acontecer em qualquer dimensão em que estejamos. Quantas pessoas que estão mortas (desencarnadas) acham que estão vivas (encarnadas) ainda? Quantas dessas pessoas tomam ônibus, elevador, etc. pensando que estão ainda nesta dimensão? O fato de ter percepção de frio, calor, fome, sede, etc. não significa nada. É apenas percepção sensorial processada pelo cérebro. A realidade absoluta ainda está lá fora esperando que nos conscientizemos dela. Essa realidade absoluta não pode ser percebida pelos sentidos, pois ela é um sentimento. Somente sentindo o que ela sente é que podemos interagir. Entrar em fase como se diz na física.

O problema de perceber que se está na Matrix é que é preciso um referencial. Sem isso como se pode saber que se está na Matrix? É por isso que alguém tem de lhe oferecer a pílula vermelha. Uma lagarta (se considerarmos apenas esta dimensão) não tem nenhuma possibilidade de perceber que a realidade é maior do que o que ela pensa que é. Ficaria presa para sempre nessa percepção. Ainda bem que a lagarta vive em outras dimensões também e assim ela sabe que a terceira dimensão não é a única que existe.

Mesmo a questão de que a realidade mais prazerosa seja a realidade, não se sustenta porque na próxima dimensão todos os sentidos são mais aguçados. O prazer é maior. Pessoas com mais capacidade de percepção extra-sensorial conseguem “ver” pela nuca. Sabem o que está nas costas dela. A visão espiritual não depende de olhos desta dimensão. Enxerga-se com o corpo todo. Portanto, achar que o que dá prazer é que é o real não tem consistência. É o que Cypher pensa. Ele quer saborear a comida mesmo sabendo que é uma ilusão. Ele acha que não dá para saborear a comida sem estar na Matrix e por isso quer voltar para ela. Cada dimensão tem suas atrações em termos perceptivos. Tudo foi muito bem planejado visando o bem maior de todos. Em todos os aspectos. 

Quando o menino monge fala que a colher não entorta e que nós é que entortamos, ele não está falando uma bobagem zen. Ele está falando a mais pura verdade. Somente quando expandimos (entortamos) a consciência é que a realidade muda (entorta). Só existe a consciência em última instância. Tudo que se quiser fazer tem de ser feito nela primeiro. Dentro da própria consciência de cada um.

É nesse ponto que entra a compreensão. Ver a Matrix não é suficiente. É preciso compreender como ela funciona para que se possa ter a ação. Viver no mundo sem estar no mundo. Entrar na Matrix e sair da Matrix quando se quer. Com um telefonema. Com uma conexão com a outra dimensão. Conectando com o lado espiritual. Estamos nos dois lados simultaneamente. Basta um telefone, uma conexão para ir de um lado para o outro. Nesse ponto somos livres. Esta é a verdadeira liberdade. Transitar entre as dimensões livremente. Para isso é preciso pelo menos acordar do primeiro nível do sonho. 

Quando os aparelhos de realidade virtual que estão sendo desenvolvidos estiverem simulando todas as percepções como a pessoa saberá que o que está vivendo não é real? Daí entraremos numa Matrix dentro de outra Matrix.

O fato de se ter prazer sensorial não quer dizer que se está ou não dentro da Matrix. O Oráculo está cozendo biscoitos deliciosos. É a opção da consciência que define se estamos dentro ou fora da Matrix. Como sempre está o Caminho do Meio. O equilíbrio. A sabedoria.

A concepção de que se morre dentro da Matrix é outra ilusão persistente projetada pela Matrix. Uma consciência não pode morrer nunca, nem desaparecer. Energia só se transforma. E consciência é pura energia consciente. Entendendo isso pode-se avaliar as infinitas possibilidades da existência. E assim sendo a Matrix não tem mais controle sobre Neo. 

A ressurreição de Neo acontece por um ato de amor de Trinity.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores