quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Matrix II


Igreja Cristã de Aton

Matrix II

Existe uma questão fundamental quanto à Matrix: será que estou na Matrix? Quando Neo pergunta o que é a Matrix, Morpheus responde que não adianta explicar, que ele tem de ver com os próprios olhos. Ou seja, tem que vivenciar. Da mesma forma que o Tao não pode ser explicado, tem de ser vivido. Esta é a dificuldade que existe quando se fala para uma pessoa soltar algo. A mente não consegue entender o que é soltar. Uma pessoa precisou ler 8 vezes o mesmo livro sobre taoismo para entender e soltar as dívidas que tinha.

A Matrix é um sistema de crenças. Descartes desconfiava de todas as crenças que tinha. Para ele era preciso ter certeza absoluta. Agora temos a questão como ter certeza absoluta se estamos dentro da Matrix ou não. Como saber se o que acredito é real ou não? A única forma de saber é pelos resultados. Verificar se é real ou não. Verificar se as crenças funcionam ou não. É o teste do Deserto do Real. A decisão que Neo tomou de optar pelo Deserto do Real.

Se uma pessoa faz dívidas achando que não tem nenhum problema em fazer dívidas, só existe uma forma de saber, verificar qual é o resultado de fazer dívidas. É claro que é uma opção complicada, já que ficar endividado é um problema sério. Se alguém lhe dissesse para não fazer dívidas o que você pensaria? Todos fazem dívidas, portanto não deve ter nenhum problema em fazer dívidas. Este é o pensamento que vigora dentro da Matrix. Somente pelo resultado a pessoa pode perceber se está dentro ou não. Daí ela começará a desconfiar que tem algo errado. O melhor seria fazer uma pesquisa sobre o que acontece com endividamento, porque fazer dívidas, fazer um estudo de viabilidade econômica antes de fazer a dívida, questionar-se da necessidade de fazer dívidas e assim por diante até chegar numa conclusão. Só esse questionamento já fará com que analise se está na Matrix ou não.

É a questão da onda de probabilidade. Uma onda de possibilidade viaja do passado para o futuro e volta ao passado. Sempre como uma onda de infinitas possibilidades. Até que um dia alguém faz um colapso de função de onda e faz uma escolha. Nesse momento a onda de possibilidade colapsada colide com a onda que volta do futuro (multiplica-se por si mesma) e torna-se uma onda de probabilidade. Ainda não é uma coisa concreta, real, mas agora é uma probabilidade. Dependendo do colapso da função de onda continuar de forma correta (100% de certeza, outros colapsos de função de onda, outras pessoas colapsando, questões cármicas, o Observador colapsando), poderá vir a tornar-se real no Deserto do Real.

Com a verificação dos resultados pode ser que se chegue à conclusão de que se tem crenças falsas. Crenças que não dão resultados. Neste ponto está claro que estou dentro da Matrix. E é preciso começar a usar os olhos. Exatamente como fez Neo. E isso sempre dói. Usar a mente para analisar a Matrix dá trabalho. Só o fato de decidir querer ver a Matrix já fará que o véu se torne diáfano, que se veja ondulações no tecido do espaço/tempo. Essas ondulações são um sinal claro de que estamos começando a ver nuances da Matrix. A Matrix é uma construção mental e sendo assim é feita de ondas com determinadas frequências. Quando estamos ouvindo uma estação de rádio não conseguimos ouvir outra, já que cada uma está numa determinada frequência. Cada frequência é como um mundo à parte. Um mundo fechado em si mesmo. Se seu rádio só tivesse uma frequência você pensaria que só existe aquela rádio. É exatamente o que acontece quando se está na Matrix e não se tem nem ideia disso. Na verdade, não se tem nem ideia de que existe a Matrix. Este é o funcionamento perfeito da Matrix. Quando nem se sabe que existe. Por isso é muito difícil saber que existe. Somente quando Morpheus fala que existe é que Neo desconfia e toma a pílula vermelha. Nessa hora ele fez a decisão definitiva na vida. Resolveu ver a verdade com os próprios olhos. Antes estava no Holodeck e nesse momento mandou o computador parar o programa. Então toda a verdade vem aos seus olhos. É uma epifania. O haha da intuição. E as falsas crenças começam a dissolver-se como um castelo de cartas caindo. 

Nesse ponto a pessoa passou a saber. Antes acreditava, agora sabe. É vivenciado. Tornou-se um conhecimento real. E conhecimento real é ter poder sobre a própria vida. Desligou-se da Matrix. Todas as conexões foram desfeitas. Está livre. Agora pode entrar e sair da Matrix no momento que quiser. E basta esperar o telefone tocar para sair novamente. Pode viver dentro da Matrix e ninguém perceberá que não pertence mais à Matrix. A não ser o Senhor Smith e seus colegas. Por isso é muito prudente analisar com quem se pode falar sobre a Matrix. Lembrar sempre que a Matrix não pode ser explicada, tem de ser vivenciada. E para isso a pessoa precisa escolher a pílula vermelha. Neo estava preparado para saber que existia a opção da pílula vermelha. Por isso pode ser contatado por Trinity. Sem estar pronto não adiantaria ela fazer contato, pois seria rejeitada.

Quando a pessoa descobriu que estava na Matrix a próxima decisão é descobrir até onde se está disposto a ir fundo na toca do coelho. Esta toca é muito funda. Tem níveis e mais níveis para entrar e cada nível exige que se descasque uma camada da cebola, uma pele da serpente que é deixada para trás ou a borboleta que sai do casulo. Algo deve ser solto. E adentramos um novo nível. E com isso a Matrix vai ficando mais e mais clara. Lembrar sempre que a Matrix é uma construção extremamente resistente. São camadas e mais camadas de paradigmas. Mas, vale a pena entrar na toca do coelho. Só que não adianta falar isso para ninguém. Isso tem der ser vivido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores