domingo, 27 de setembro de 2015

Amor Incondicional






Amor Incondicional


Amor incondicional não é para ser entendido, é para ser sentido.


A única forma de sair da Matrix e de resolver a Matrix é pelo Amor Incondicional.


Quando se começa a ter um vislumbre do sentimento do amor incondicional, os primeiros tijolos (do enorme edifício da Matrix) que se desfazem são os da base, são os do alicerce. Então tudo começa a mudar na vida e daí vem os pensamentos, as análises das consequências, dos cálculos de custo/benefício, tentando entender matematicamente o que está acontecendo e o que fazer. E nesse ponto muitas vezes tudo volta atrás.

Quando num dos filmes Star Trek, perguntam para o Capitão Kirk quanto custou a nave, ele responde: “Temos uma nova economia”. A Federação não é dirigida pela razão somente. É dirigida pela cooperação entre 150 planetas. É o sentimento de amor que conduz todos os capitães. E só chegam a capitão porque sentem amor incondicional. Em muitos episódios existem várias explicações de como funciona a Terra na época da Federação.

Com amor incondicional não há mais crimes, nem pobreza, nem problemas comuns de sobrevivência. Tudo deu um salto de consciência. Tanto que parece um paraíso. E isso aconteceu apenas por cooperarem uns com os outros. O que John Nash provou que é a melhor opção que existe.

Uma pessoa pode já ter entendido o conceito intelectual do Todo, que Ele é tudo o que existe. (ler as postagens que explicam isso). Mas, ainda poderá ficar presa nos conceitos mentais de como pode funcionar na vida prática o amor incondicional. E pode ficar se debatendo com isso por muito tempo, sem ter resultados na vida. Tentando achar explicações lógicas para o que fazer com o amor incondicional.

Vejamos alguns exemplos:

Como pagar um salário que garanta a vida de cada pessoa na face da Terra? Como pagar um salário digno para os seus empregados? Para as empregadas domésticas? Esse tipo de raciocínio é baseado na escassez de recursos. No pensamento de que não ganho para pagar. É um puro raciocínio matemático lógico. Neste raciocínio não entra a visão de mundo do Todo, que cria tudo o que existe. O Todo pode resolver todos os problemas deste planeta. Se os humanos deixarem. Se entregarem os problemas nas mãos Dele. E deixarem que Ele conduza tudo. A prioridade máxima deve ser o Todo. Tudo o mais virá dessa opção. Não existe falta de recursos. A Terra produz para alimentar muito mais pessoas do que existem hoje, mas quando se destrói a produção para manter os preços altos ou rentáveis ou qualquer outra razão, é um pensamento puramente lógico sem amor incondicional. E daí o resultado é o que se vê na Terra.

Quando se pensa apenas em resultados econômicos os problemas aparecerão com certeza. Crises e mais crises sem fim. Bolhas e mais bolhas. Porque não existe cooperação. É o mundo da competição, baseado no pressuposto de que não tem para todos. É o ganha/perde. No amor incondicional só existe ganha/ganha. O produtor ganha, o vendedor ganha, o consumidor ganha, todos ganham. Mas, para isso é preciso pensar no que o outro precisa antes de mais nada. E não no que eu preciso. É preciso inverter a equação. Todos pensando assim tudo muda rápido.

Imagine que você alugou uma sala para atender mensalmente como profissional liberal. Só que você não usa a sala todos os dias do mês. Porque não deixar que outra pessoa use a sala gratuitamente? A sala já está paga, porque não ajudar alguém? Isso não diminuirá em nada seu rendimento e ajudará aos demais.

Quando existe amor incondicional todos os cálculos de custo/benefício desaparecem. E o amor incondicional do Todo resolverá todos os problemas.

Atenção: isto não é magia, nem mágica, nem feitiçaria. O conceito acima só pode ser entendido quando já se entendeu o que é o amor incondicional. Senão parecerá mágica e que todos os problemas desaparecerão por um passe de mágica sem que seja necessária uma total mudança de visão de mundo. Sem sentir amor incondicional os problemas não desaparecerão.

Os problemas materiais são decorrentes da visão materialista da existência. É por isso que vira a luta pela sobrevivência. Sempre que se fala da Lei da Atração existe o risco de se entender que é um passe de mágica e que não é mais necessário estudar e trabalhar. Nada cairá do céu. A Lei da Atração não é isso. É um campo eletromagnético que atrai exatamente o que tem dentro dele. Se tem amor atrairá amor, se tem ódio atrairá ódio, prosperidade atrai prosperidade, dívida atrai dívida, etc. Mudando a forma de sentir a mudança externa acontecerá. O Todo é um sentimento. Sem entrar em fase com Ele não há como ter resultados positivos. E o Todo é Amor. É por isso que só o entendimento intelectual não resolve o problema. A mudança tem de ser para a cooperação. As portas sempre se abrem para quem fez a opção pelo amor incondicional. E isso significa trabalhar mais e estudar mais e ajudar mais.

Primeiro mudamos interiormente e depois a mudança externa acontece. E isso pode levar tempo. Porque a tendência é tentar achar razões lógicas para as mudanças. Sem sentir não há mudança, porque é a energia do sentimento que atrai. O pensamento só dá forma. O que atrai é o sentimento.

Sempre que se fala em amor incondicional é preciso explicar algumas coisas. Isso não é ignorar todos os erros que a pessoa comete. É orientar e ajudar para que mude de atitude. Vejamos um caso: um chefe de campo de concentração ou o diretor de logística dos campos. Quando se vê uma pessoa assim qual é o sentimento que temos? De ódio? De raiva? Qual a vontade? De fazer com ele o que fez com outros? O único sentimento construtivo nesse caso é sentir amor incondicional pelo chefe do campo. Sem ódio, sem raiva, sem vingança, etc. Sabemos que ele terá de compensar o que fez e que isso será um longo tempo de serviços a prestar. (Isso pode ser feito sem sofrimento, mas muitas vezes a própria pessoa se impõe sofrimentos desnecessários por resistir ao amor incondicional). E sentir amor incondicional por essa pessoa não é um ato intelectual, é um sentimento de amor. Existe ou não existe. Sem amor essa pessoa será tratada da mesma forma que tratou os demais e isso não resolverá nada. Só criará mais problemas. Quem sente amor incondicional não tem nenhum problema em sentir amor incondicional pelo chefe do campo. Podemos sentir tristeza pelos sofrimentos que ele causou para si mesmo, mas fazermos o possível para ajudá-lo a superar a forma de visão de mundo que tem e aceitar ajudar aos demais para compensar o que fez.

Então é muito fácil saber se se tem amor incondicional. Basta pegar qualquer caso de criminoso de guerra, serial killer, etc. e analisar o que se sente. Isso não exime o chefe do campo de ter de compensar o que fez. Não é impunidade. Enquanto não se paga o último centavo a dívida não está paga. Se quebrou o vaso chinês ele tem de ser pago. Mas, tudo isso deve ser feito com amor incondicional. Ninguém irá torturar quem quebrou o vaso chinês, nem fica feliz com isso, mas o vaso tem de ser pago. O que podemos fazer é dar as condições para que o vaso possa ser pago. Ajudar a ter condições. Ajudar com a vara e a isca. A pessoa deve pescar por si mesma. Só assim mudara a forma de pensar e nunca mais fará de novo.

Também é sempre preciso alertar para os predadores de todos os tipos. Com amor incondicional os predadores desapareceriam da face da Terra. Por enquanto é preciso muito cuidado. Não confundir amor incondicional com cair nos golpes dos predadores de todas as espécies. Que sempre se colocam como vítimas (essa é a isca) para ser ajudado pelas vítimas. Todo psicopata não tem sentimentos. Só razão. E é por isso que são extremamente perigosos. Nunca subestimar a capacidade de raciocínio lógico de um predador. E está é uma grande questão em aberto. Porque a pessoa para se defender tem de estar alerta. Não pode pensar que está num campo florido onde só tem amor incondicional. O planeta Terra ainda é um Serengeti e lá existem vários tipos de predadores. Ficar alerta é o preço que se tem de pagar para garantir a própria independência e segurança.

O amor incondicional é um sentimento de ser. Quando a pessoa é ela sabe que é. Como disse Morpheus: “Não pense, seja! ”.

Quando se é não é preciso pensar. A ação já é de quem está unificado com o Amor Incondicional. Todo ato é um ato de amor. Mesmo que seja muito difícil enxergar isso ou interpretar desta forma. Para se chegar a ser amor incondicional é preciso tomar a decisão consciente de ser assim. Deixar-se ser transformado sem resistência. Render-se. Entregar-se incondicionalmente. Daí o próprio Amor Incondicional fará tudo mudar e a grande transformação poderá ocorrer. Sem luta, sem esforço, bastando aceitar ser amor incondicional. Com todas as consequências disto. Mas, neste caso quando se chegou ao amor incondicional as consequências são vistas com outros olhos. É por isso que toda análise lógica é falha no caso do amor incondicional. Porque antes da transformação ele é visto como um problema e depois da transformação não há mais problema. É preciso fazer a opção pelo amor incondicional.

Como foi dito a 2 mil anos: “Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a Vossa vontade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores