domingo, 5 de abril de 2015

Inteligência amorosa



Inteligência amorosa

Algumas civilizações de extraterrestres extremamente evoluídas intelectualmente se perguntam porque devem unificar-se com o Todo.
Elas olham os terrestres e veem que eles procuram isso externamente. Eles fazem isso intelectualmente. Desenvolvendo a inteligência ao máximo.
A resposta é que tanto de uma forma como de outra o resultado é incompleto. Somente quando se une o amor do Todo, que está na Centelha Divina, ao intelecto é que se terá algo pleno. Neste ponto é que o chakra cardíaco estará funcionando plenamente. Quando a inteligência estiver a serviço do amor do Todo.
O Todo é Luz e Amor Radiantes. Ele é a energia que dá todo o fundamento para tudo que existe. No mais profundo de tudo está a energia do Todo. Os físicos terrestres estão chegando perto desta descoberta. Essa essência de tudo é que é o Todo. O amor incondicional radiante.
Quando uma pessoa se unifica o resultado de sua vida é completamente diferente. E a somatória destes habitantes será uma civilização benevolente. Que nunca exterminará outras civilizações.
Quando o Chefe Seattle mandou a carta foi isso que ele quis dizer. Que o Todo está em tudo e é a base de tudo que existe. Isto não é politeísmo, como foi divulgado no ocidente. Isso é pura mecânica quântica. Não existe matéria ou massa no universo. Só energia. Somente quando o campo de Higgs (que é energia) “dá” massa é que as partículas começam a existir com massa. E daí vem os quarks, os prótons, átomos, moléculas, células, órgãos e seres biológicos, por exemplo. Como também estrelas, planetas, galáxias, etc. Tudo vem depois que o campo de Higgs “deu” massa. Antes que houvesse massa só havia energia. E essa energia é que permeia tudo o que existe. Não existem inúmeros deuses. Só há um Deus. E é Ele que dá substância a tudo o que existe. É desse Plenum de energia que tudo o mais passa a existir. E isso o Chefe Seattle tinha entendido perfeitamente. Por isso tudo é sagrado.
Quando isso é entendido não é possível haver mais guerra e esta é uma das razões do porque isso não é aceito. John Locke, filósofo, dizia que o “homem primitivo” não pode fazer parte da sociedade humana porque não tem o mesmo conceito sobre o dinheiro. E por isso poderia ser subjugado, escravizado e exterminado. Ele dizia que quem chegou antes tem a posse da terra, mas como os indígenas tinham chegado antes, era preciso criar outro argumento para justificar a “inferioridade” deles. E esse conceito possibilitou todos os genocídios seguintes. Este é um exemplo perfeito de pura inteligência. Mas, só inteligência.
Jamais uma civilização amorosa faria isso com os indígenas e africanos e etc. Eles seriam respeitados como os legítimos donos da terra. E seria feita uma parceria mutuamente vantajosa com eles. Sem manipular, explorar e etc.
Estamos entrando numa fase em que os humanos devem se ajudar para poderem evoluir como indivíduos e como espécie. Isto é absolutamente imperativo. Estejam onde estiverem os humanos devem se ajudar. Quando isso acontecer generalizadamente a espécie estará salva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores