sábado, 15 de março de 2014

Auto-sabotagem III



Auto-sabotagem III

Quando tudo está indo bem e o progresso acontecendo, a pessoa estraga de uma forma de outra o que progresso que vem tendo. Pode ser batendo o carro, ficando doente, perdendo o emprego, etc. É um padrão que acontece sempre. Pára tudo e tem de começar de novo. Isso a vida inteira acontece até que a pessoa desiste.
As desculpas são as mais sutis possíveis. Nunca a pessoa é a responsável por aquilo. Sempre é vítima. Praticamente ninguém quer assumir que cria a própria vida com seus pensamentos e sentimentos. Ou em física: que colapsa a função de onda.
É muito mais fácil acreditar que houve um acidente de carro ou que tem uma crise financeira e perdeu o emprego por isso ou que a crise é que dificulta virem os clientes ou ...
Se a pessoa olhasse para dentro de si e visse o que escutou na infância, dos seus pais e parentes, professores e etc., entenderia o programa que está implantado na sua mente. Esse programa executa o que a criança aprendeu de todas essas pessoas. Tipo:
- A vida é difícil.
- Rico não vai para o reino dos céus.
- Quem é pobre nasce pobre e morre pobre.
- Pobre tem de saber o seu lugar.
- Tem de suar sangue para ganhar dinheiro.
- Homem não chora.
- Lugar de mulher é na cozinha.
- Mulher não precisa estudar.
- Se fizer isso ou aquilo vai para o inferno.
Etc.
Essa lista é infinita. Basta que a pessoa honestamente sinta seus sentimentos e saberá por que está criando a vida que tem.
E esse medo todo do sucesso por quê? Medo de que?
Uma cliente com mais de 15 anos de estudos iniciáticos continua com medo. Será que entende como é a vida espiritual ou não? Será que sabe como é a vida depois da morte ou não? Se souber, tem medo de que? Se souber deveria ter medo é de não fazer nada aqui. Das conseqüências da omissão, da fuga, da covardia, do não cumprimento dos compromissos assumidos. Isso sim seria motivo de medo. Chegar do outro lado sem ter cumprido o que prometeu é uma coisa horrível.
Aqui tem medo do sucesso, de agir, de crescer, de evoluir, porque podem fazer algo contra ela. Pede-se a consciência de Gandhi, mas tem medo de levar tiros como ele levou. Portanto não pede para não correr riscos. Por outro lado também não pede um dono de um negócio insignificante, porque é uma coisa sem expressão. A vaidade impede.
Então como ficamos? Nem um ser de luz nem um nada. Fica na média? E a média faz o que na vida? Nada. As descobertas cientificas foram feitas pela média?
E assim a vida passa. Entra ano, sai ano e nada de novo acontece. E o tempo passa rápido. Quando vir já foi. E ai vem outra encarnação igualzinha.
O que vocês acham que se descobre quando se descortina o currículo vitae encarnatório de alguém médio? Dezenas de encarnações sem fazer nada. Só que vocês sabem que existe um campo eletromagnético que controla isso. Quanto mais não se faz nada ou se impede o progresso, mais se agrega energia negativa, informação negativa, em nossos corpos espirituais. Tudo fica gravado. Isso trará condições piores na próxima vez. As coisas em vez de ficarem mais fáceis, ficarão mais difíceis. Isso não é castigo. É eletromagnetismo.
Lembrem-se de que o Pai não castiga. O Pai só ama. (Ou não acreditam nisso? A lavagem cerebral foi muito bem feita. Pense nisso.)
Os seres é que criam toda a dificuldade para si mesmos. Adiar o crescimento pessoal é a coisa mais comum que existe. E pode ser feito de mil maneiras, evitando ao máximo o crescimento real. A pessoa pode fazer cursos, viagens, leituras infinitas, iniciações, rituais, etc., e não agir para realmente mudar as condições de vida deste planeta. A questão é agir e fazer. Filosofar não levará a nada. E quando se age se cresce. E ai se age mais e se cresce mais. Isso desde um negócio pequeno até um enorme. Crescimento traz crescimento. Quando se estuda se entende com mais facilidade e se pode estudar mais. O que fará com que se entenda cada vez mais fácil e os saltos quânticos pode acontecer facilmente. Em todas as áreas é isso que acontece quando se age. O crescimento exponencia o crescimento. E ai vem o medo de como os outros reagirão. Como os parentes, amigos, colegas reagirão ao meu crescimento em qualquer área?  E o medo da reação deles. A maioria fica na zona de conforto. Assim socialmente está de acordo com a média da sociedade. Fica no grupo em paz. Lembram do casal da periferia que está progredindo? E todos os parentes contra?
Lembram daquela pergunta que uma pessoa fez numa palestra passada, sobre o que os negativos podem fazer com quem cresce? O medo que está embutido nessa pergunta? Esse é o problema que está no fundo de toda sabotagem.
Na próxima palestra nós veremos essa dinâmica em ação. Terá de haver um posicionamento em relação à violência sexual contra a mulher.
Há muitos anos numa palestra perguntei por que as pessoas não se entregavam ao Poder Superior? Esse é um dos Doze Passos. Um jovem respondeu:
- Se nós fizermos isso eles nos matam.

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Um comentário:

Paula Bisconcini disse...

Otimo texto Professor!
A auto sabotagem já vem muitas vezes no gem da familia.Assim eu penso!

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores