sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Expansão da Consciência I



Expansão da Consciência I

Toda pessoa que trabalha com a expansão da consciência dos demais tem o problema de como conseguir recursos para o trabalho. Neste planeta tudo é movido à dinheiro. Sem recursos não se faz nada.
Para resolver isso existem duas possibilidades.
Primeira. Ou se está dentro de uma instituição qualquer e os recursos são desta instituição. Neste caso a pessoa está constrangida a divulgar a visão da instituição. Ela só pode expandir a consciência dentro dos limites impostos pela instituição.
Segunda. A pessoa trabalha e com os próprios recursos e sustenta o trabalho de expansão da consciência dos demais.
Não há como fugir disto. Não há outras maneiras. Ou se é independente ou não se é. Paulo de Tarso disse que trabalhava porque não queria ser um peso para ninguém. Então vocês veem que essa questão vem de muito tempo. Sempre foi assim.
Se a pessoa é rica de nascença ou recebeu uma herança é fácil. Senão a coisa é muito difícil. O custo de divulgar é enorme. Porque sem meios materiais não se divulga nada. Ficar em praça pública falando para meia-dúzia de pessoas não leva à nada. Um programa de rádio custa muito dinheiro por mês. Televisão nem se fale. E precisamos de livros. Sem livros não há divulgação nenhuma que permaneça depois que a pessoa foi embora desta dimensão. Só meios eletrônicos não são suficientes. Apagar um registro eletrônico é muito fácil. E no caso de um pulso eletromagnético tudo é apagado. Se nossos antepassados não tivessem escrito em papiros ou tabuinhas de argila não teríamos nada documentado até hoje. Estaríamos em cima das árvores até hoje.
A única maneira é trabalhar dia e noite para gerar os recursos para divulgar. Cheguei nesta conclusão desde que comecei a divulgar muitos anos atrás. E foi o que fiz sempre. Parei de trabalhar como empregado, pois como empregado não teria tempo para nada. Isso me trouxe inúmeros problemas financeiros; mas era a única forma de ter tempo para iniciar o trabalho. Foram muitos anos de cursos, palestras e atendimentos para gerar os recursos. Quem está nisso sabe que tudo que entra sai. Tudo é gasto em divulgar. Esse trabalho nunca pode ser tratado como um negócio. Onde o lucro é tudo. É o contrário. O lucro não existe e nem é o objetivo. O objetivo é a expansão da consciência. E por isso é preciso gastar porque só assim se consegue a divulgação necessária dentro de uma estratégia de divulgação.
Caso se dependa de outros editarem os livros a pessoa ficará sujeita à aprovação do livro por uma editora. E perde-se o controle sobre a própria obra. Resultado: não há divulgação. E o objetivo de uma editora é o lucro. Quem não tem público não é editado. É o velho problema do ovo e da galinha.
Portanto, quem quer divulgar tem de imprimir os próprios livros. E não pode pensar em lucro. Caso contrário não faz. E assim por diante em tudo. Locais de palestras, locomoção, hotel, etc. Já fiz tudo isso e sei o que funciona e o que não. E tudo que entrou saiu.
Não há como fugir desta questão. Ou se procura o lucro e a riqueza ou se expande a consciência dos demais. Não dá para fazer as duas coisas. Não dá para ter dois senhores. Se o objetivo é o lucro a pessoa terá de pensar em agradar os consumidores. E ai já perdeu todo o objetivo da expansão. Expandir está fora da zona de conforto da opinião pública. É óbvio. Falar o que todo mundo pensa não é expandir. Isso é zona de conforto. Expandir está sempre fora da zona de conforto porque se está expandindo sempre. Sem parar. Senão não é expansão. E isso é complicado. Não traz lucro. E para que uma nova ideia seja divulgada são precisos muitos anos. Gastando tudo que entra.
É assim que funciona. Assim se consegue a expansão. Indo cada vez mais longe. Expandindo o paradigma sem cessar. Sem acomodação.

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores