segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Franco-atirador


Franco-atirador

Em matéria publicada no dia 13 de agosto de 2012, Samar Yazbek, The New York Times - O Estado de S.Paulo, relata que um franco-atirador do Governo da Síria atirou nas costas de uma menina de 4 anos.
Isto merece algumas considerações:
Qual o objetivo militar que representa uma menina de 4 anos de idade?
Qual é a estratégia militar que está por trás desta ação?
Nenhum ato é sem conseqüências. Esta pessoa recebeu um treinamento para fazer isso. Por quê? Qual é a razão de atirar numa menina de 4 anos? Qual é a lógica que rege isso?
Existe eficiência no ato dele. Acertou com precisão o tiro num alvo pequeno. Com certeza essa pessoa teria uma carreira brilhante nas SS nazistas. Um grupo de elite. Podemos imaginar o currículo desta pessoa: Deve ser jovem e poderia ter estado na Segunda Guerra Mundial como falei acima. Pode até ter trabalhado com Pol Pot no Camboja. (Recomendo o filme “Os Gritos do Silêncio”). Ou nos esquadrões da morte da América Central. ( Recomendo o filme “Salvador – O martírio de um povo”). Ou em Ruanda. (Recomendo o filme “Hotel Ruanda”). Os exemplos são infinitos. Neste planeta essa pessoa sempre tem lugar garantido para trabalhar...
Como podemos classificar o paradigma de uma pessoa que faz isto?
Qual a visão de mundo que ele tem? Só pode ser materialista.
É impossível que acredite que existe um lado espiritual da realidade. Pois isso significa que a vida continua eternamente e que existe um campo eletromagnético que rege tudo que existe. Popularmente falando: tudo que se planta se colhe. Ou Lei de Ação e Reação. Ou Lei do Karma.
Com certeza ele acha que o universo é um relógio, uma máquina. A visão da física de Newton.  Nunca deve ter ouvido falar de Mecânica Quântica! Mas, deve ter celular!
Em termos de consciência a coisa fica ainda melhor! Nunca se viu um chimpanzé franco-atirador! Nunca se viu uma ameba franco-atirador!  O mais perto disto é uma hiena. Elas caçam em bando contra outro animal.
Durante as nossas palestras, do lado espiritual tem sido trazidas pessoas como este franco-atirador. Eles são trazidos  para que expandam sua consciência e sintam o que fizeram no passado. Eles não podem fugir. Estão presos numa cela magnética. Não há escapatória. Eles têm de escutar a palestra queiram ou não queiram. E não podem fazer nada para impedir isso. Eles urram de dor à medida que a consciência se “abre” e percebem o que fizeram. E isso é só o começo do pagamento do vaso chinês.

Um comentário:

Carlos Rossette disse...

Pois é...nesses tantos milênios passados quem de nós deixou de agir equivocadamente por ignorância das leis, ou por rebeldia do não aceito...

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores