segunda-feira, 9 de julho de 2012

Bóson de Higgs

Bóson de Higgs

Nesta última semana muita coisa foi falada sobre a (possível) descoberta do Bóson de Higgs. Existe uma possibilidade de que não seja ele. Sugiro que leiam tudo que foi escrito sobre ele na mídia.
Agora, vejamos o que não foi dito.
Em tudo que é divulgado não existe a palavra “onda”. Tudo é tratado como se só existisse a partícula. Para os leigos fica muito difícil entender o universo desta forma. Quem compra um livro de física? O público em geral só se interessa por revistas e o que aparece na televisão. Fica-se com a idéia de que o universo é só massa (matéria). Então temos uma sociedade em que 90% da tecnologia funciona através das descobertas da Mecânica Quântica, mas que praticamente todos desconhecem isso. As pessoas usam os celulares e acham que tudo é partícula. Onde fica a onda nessa explicação toda da semana passada?
O Campo de Higgs é que reduziu a velocidade para que as partículas se formassem. Foi o que disseram. Reduziu a velocidade de que? De onde surgiu esse campo? É lógico que esse campo é preexistente. Houve uma expansão de energia (Big Bang) e um trilionésimo de segundo depois o campo começou a atuar. O que motivou ou provocou essa expansão? De onde veio esse campo? Porque houve essa expansão? O que expandiu?  Para quem já entendeu a Mecânica Quântica essas perguntas já estão respondidas. Só que só se fala de partículas...
A questão fundamental é como a junção de N partículas gerou a consciência. O que é a consciência? Sem responder isso é impossível entender o que houve nessa expansão. O Colapso da Função de Onda resolve todas essas questões.
E não é possível fazer ciência reducionista. Só pesquisar pedaços da realidade. É preciso ver o todo da questão. Caso contrário uns ficarão com o rabo, outros com a tromba, outros com a boca, etc. e ninguém entenderá que é um elefante.
Com apenas alguns livros o salto de consciência é gigantesco:
“Mentes Interligadas”, Dean Radin.
“Universo autoconsciente”, Amit Goswami.
“O Campo”, Lynne MacTagart.
“A dança dos mestres Wu Li”, Gary Zukav.
“Transcendental Physics”, Johann Karl Friedrich Zôllner.
Entendido o que estes livros explicam temos infinitas possibilidades em nossas mãos. Não vou repetir aqui o que já está em centenas de postagens e dezenas de DVDs.
Quem tem olhos veja!

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores