segunda-feira, 26 de março de 2012

Álcool e drogas


Álcool e drogas

Semana passada realizei as duas palestras semestrais no Instituto Fraternal de Laborterapia, sobre Neurolinguistica e Álcool.
Nestas palestras explico como se cria um adicto. Com o uso de arquétipos negativos e mensagens subliminares é possível alterar completamente a produção normal dos neurotransmissores; criando todas as condições bioquímicas para a dependência da pessoa em relação a compostos químicos de origem externa.
Este é um problema que assola uma quantidade imensa de pessoas no mundo todo. E tem solução. Mas, a solução envolve uma abordagem que vá além do materialismo científico vigente em nossa sociedade. É preciso ver o todo da pessoa. Tratar o lado espiritual, físico, mental, emocional e energético. Sem isso é pura ilusão esperar que o problema vá desaparecer por si só.
Este é um problema, como muitos, em que a sociedade faz de conta que não existe. Os danos ao tecido social são extremos, mas ignorados. Esquece-se que cada pessoa que fica incapacitada para o trabalho pelo resto da vida, é um fardo que o resto da sociedade terá de carregar. Seja como um criminoso que tem de ser sustentado pelo Estado (leia-se, nós), seja como um mendigo, seja como um assaltante que não é preso, seja pela manutenção das favelas, seja por não produzir nada em troca do que recebe socialmente, seja por desestruturar a vida das famílias, seja pelo acréscimo de tratamento médico que terá de receber, etc..  E isso é contado aos milhões. Não existe dado confiável nesse assunto. Quantos alcoólatras existem no mundo? O que é ser alcoólatra? Beber socialmente todo dia é alcoólatra? Beber socialmente todo fim de semana é alcoólatra? Comprar para o fim de semana 70 latas de cerveja é alcoólatra? Todo alcoólatra diz que não é. Qual o dano social que isso causa?
É claro, isso é um assunto politicamente incorreto! Não se pode mexer nisso!
As pessoas que vem nesse curso do IFL ficam perplexas quando entendem como é fácil criar um dependente. Mas, esse conhecimento não é multiplicado. Se todas as pessoas entendessem isso a chance de ser resolvido seria enorme. Se cada pessoa falasse para duas pessoas e estas duas para mais duas cada uma, em 30 passos chegaríamos a 1 bilhão de pessoas. Bastaria que cada pessoa falasse para duas! Só que isso não acontece. Acham que álcool e drogas são problemas dos outros. Ou nem acham que isso é problema. Só que os custos sociais decorrentes disto são pagos por todos. Seja como vítima de crimes e assaltos, seja como acidentes, seja como impostos, seja como destruição social, etc.
Existe solução, mas mais uma vez é preciso que as pessoas saiam da zona de conforto e essa zona aparentemente é muito confortável!

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores