domingo, 5 de fevereiro de 2012

Graça Divina


Graça Divina

Um grupo de ex-escravos é trazido para serem curados das feridas causadas pelo açoite implacável do senhor do engenho. Este açoitamento provoca cortes profundos nas costas dos escravos, até o desfalecimento e morte deles.
O suplicio continua após a morte, pois nada muda após a morte. Continuamos da mesma maneira que estávamos aqui. O que importa é a consciência. Teremos a mesma consciência e em conseqüência disto, os mesmos problemas.
Fisicamente, no corpo astral digamos assim, as costas continuam abertas e doendo terrivelmente.
São curados então instantaneamente de suas feridas. Recebem um novo corpo intacto. Seu mental também é tratado e recebem novas informações para que possam ser felizes.
Todos vão embora felizes e cantando. Deveria começar uma nova vida, de estudo, trabalho, diversão, realização, preparando-se para uma nova encarnação. Com todas as possibilidades de serem felizes.
Depois de um tempo começam a pensar novamente na tortura que sofreram e o sentimento de vingança surge lentamente e depois toma forma. Decidem ir atrás do algoz para puni-lo. Quando chegam perto do antigo torturador todas as feridas reaparecem e não conseguem fazer nada contra o senhor de escravos.
Voltam ao estado lastimável de sofrimento e dor que tinham.
São então trazidos de novo para serem curados. Recebem nova cura, novos corpos, etc.
São então esclarecidos de que o ódio e a vingança reabriram todas as feridas. Que devem deixar para trás a questão da justiça. Esta será feita através do campo eletromagnético do próprio torturador. Ele atrairá para si irreversivelmente a mesma situação que causou aos demais. Mais cedo ou mais tarde. Na próxima vida ou daqui a 3 mil anos. Não importa o tempo ele atrairá o que plantou.
Os ex-escravos entendem que devem começar uma nova vida. De novo recebem uma nova oportunidade e saem felizes novamente.
É assim que funciona a Mente Divina e o Amor Divino. A Graça Divina é derramada incondicionalmente por toda a criação.
Se os seres entendem que o Amor é tudo; a felicidade é imediata. Se não entendem, aprendem com a dor que criam com suas próprias consciências.
Como tudo é consciência, qualquer pensamento contrário ao pensamento Divino de Amor, cria uma situação contrária aos desejos de amor do Criador. E neste caso como somos co-criadores, descria a felicidade que teríamos fazendo a vontade do Pai. Isto é, amando incondicionalmente.
Este drama humano se repete indefinidamente na vida de um ser, até que ele entende que amar é a única solução. O tempo todo. Incansavelmente. Então a felicidade é impossível de se exprimir em palavras humanas, de tão grande que é.

2 comentários:

Paula Bisconcini disse...

Simples e objetivo!
Chegar ai .....
É dificil.
Professor é dificil perdoar quem nos magoa, Muitas vezes me pergunto...Como foi mesmo que cheguei nisto tudo.Sinceramente quando sofremos muito é dificil acreditar que é possivél termos uma outra condição que não a do sofrimento.

Anônimo disse...

É fantástico quando se chega a este grau de consciência, a estes setimentos...simplesmente jorra AMOR,por tudo e por todos....E possível!! Acredite!! Acredite que ele o "CRIADOR" lhe ama e também AMA infinitamente a tudo que existe neste imenso UNIVERSO, independente de qualquer coisa ou ato...se ele AMA a mim e a tudo, então somos capazes de AMAR igualmente...É um estado de ser..ver o lado bom de tudo..afinal tudo e todos tem um lado bom e uma intenção positiva..Abraço.

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores