domingo, 29 de janeiro de 2012

"Não encontro a Centelha"


“Não encontro a Centelha”

Uma cliente fez esta declaração no atendimento.
Onde será que está a Centelha dela?
Será que saiu passeando por ai e não voltou?
Brincadeiras à parte, esse é o problema da humanidade inteira. A maioria nem sabe que tem uma Centelha Divina no mais âmago de si mesmo. Uns poucos sabem que existe, mas não sentem. E uma minoria diminuta sabe e deixa que a Centelha trabalhe.
E toda a solução de todos os problemas está em que a humanidade reconheça dento de si o Divino e o reconheça em toda a criação.
Em termos de física essa é a verdade mais óbvia que existe. Tão óbvia que é ignorada completamente. É o tabu dos tabus. O preconceito dos preconceitos. A mãe de todas as mentiras. O maior erro de todos. A maior manipulação de todas. O maior encobrimento de todos. O maior engano de todos. O maior perigo de todos. A maior infelicidade de todas.
A única solução que existe. A solução que terá de ser aceita mais cedo ou mais tarde.
Mas, isso implica no fim de todas as guerras, de todas as explorações, de toda maldade, de toda violência e de todo o sofrimento.
É por isso que sempre se afirmou que Deus está fora de nós. Que é transcendente. Que não é imanente. Porque assim pode-se cometer todo tipo de violência contra a criação e dormir tranqüilo! Porque assim são eles contra nós! Assim podem existir as divisões, os países, as guerras, os conflitos. E as guerras são muito boas para os negócios! Se ganha muito dinheiro com a guerra.
Vejam o caso do fornecimento de munição na Primeira Guerra Mundial.
Vejam as proibições de se destruir a infra-estrutura inimiga para que a guerra continuasse.
Vejam as limitações impostas na Guerra do Vietnã, para que a guerra continuasse.
Vejam todas as mentiras e falsidades propagadas para que as guerras aconteçam.
Vejam o que o economista John Maynard Keynes disse sobre a solução para a depressão econômica de 1929.
Esses são apenas alguns exemplos.  O histórico de maldade humana é praticamente infinito.
E tudo isso por quê?
Porque a Centelha Divina não é reconhecida dentro de cada um.
No mais profundo de você existe um Átomo Primordial, essa é a Centelha. Esse é o Criador. Esse é Deus.
Coberto por um ego que ignora sua existência. Que esqueceu que é a própria Centelha.
Sua jornada é relembrar que Ela existe. É deixar que Ela atue. É fundir-se com Ela.
É tornar-se um só com Ela. Uma Unidade. O UNO.
Para encontrar a Centelha, afirme: EU SOU EU SOU.
E sinta o que sente.

2 comentários:

Carlos Rossette Baptista Filho - Carlos do Bem disse...

Eu sou

Anônimo disse...

Em momentos muito íntimos, pensei ter encontrado a minha Centelha. E também enxerguei a de outros. O sentimento que vem junto é de profunda alegria, paz e realização. A minha jornada é não perdê-la quando a reencontrar. Não desista, deixe que o sentimento de Amor pelo próximo dará uma amostra da Centelha que existe em cada um de nós. Sejam rápidos e fundam-se a ela antes que o ego volte e tome conta. Boa jornada, eu não desisto EU SOU EU SOU.

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores